6 de setembro de 2010

Uma bela estória (podem chorar com as emoções fortes que se seguem)

Anda a passar na Rêtêpê1 um anúncio do regresso do programas Vidas Não Contadas da Dona Judite. Diz ela quem tiver uma forte estória de vida pode enviar para o programa.

Eu conheço uma. Existe alguém que é orfão de pai (morreu atropelado), perdeu dois irmãos também atropelados e foi abandonado pela mãe. Chega? Ou é preciso mais?
Não, não se tornou um criminoso. Foi adoptado por uma família de bons samaritanos, conseguindo ter sucesso na vida. Actualmente é dono de uma empresa de controlo de pragas, nomeadamente desratizações.

O único problema é ser um gato. Será que aceitam esta «forte estória de vida» para o programa?

Sem comentários:

Enviar um comentário